Os Dez Princípios do 10:10 Portugal

1. 10:10 é uma campanha inclusiva.
Qualquer pessoa, empresa ou organização é bem-vinda a juntar-se.

2. Qualquer pessoa ou organização que se inscreva no 10:10 compromete-se a tentar reduzir as suas emissões de CO2 num período de 12 meses, com início em 2010.

3. No caso de uma pessoa, considera-se que alcançou a meta 10:10 com sucesso se conseguiu reduzir em 10% as suas emissões ao fim de um ano. No caso de uma organização, dada a inerente complexidade, considera-se que alcançou a meta 10:10 com sucesso se conseguiu reduzir pelo menos 3% das suas emissões ao fim de um ano.

4. Os sucessos são celebrados, em vez de se realçarem os fracassos, para não desencorajar as pessoas/organizações a se inscreverem, por medo de virem a ser criticados por terem falhado o 10:10.

5. Compensação ou troca de emissões não pode, em qualquer ciscunstância, fazer parte do 10:10, dado que o objectivo é reduzir emissões directamente.

6. Sempre que possível, as poupanças nas emissões devem ser salvaguardadas para continuarem no longo prazo.

7. Todas as pessoas e organizações que se inscreverem são activamente encorajadas a passar a palavra.

8. Todas as organizações com objectivos semelhantes ao 10:10 têm a liberdade de participarem no 10:10 caso assim o decidam.

9. 10:10 é uma campanha para a redução imediata de emissões de dióxido de carbono e não deve ser usada para suportar qualquer outra agenda, quer moral, social ou política.

10. O 10:10 não pretende incentivar o recurso ao nuclear, pelo que reduções de emissões obtidas pela troca de energia fóssil por energia nuclear não são válidas para as contabilizações das reduções no âmbito do 10:10.